FIT_blog_header_new14-Manual-BP-Dica6

Barba tá na moda. Se é que vocês ainda não repararam. Inclusive, algumas empresas estão até sendo mais flexíveis e deixando os homens se expressarem mais, através dos pelos faciais.

Mas tudo tem limite e é sobre isso que vamos conversar aqui hoje. Primeiro vamos entender qual mensagem você transmite quando escolhe deixar pelos faciais crescerem. E de início já adianto que não existe certo e errado. Depende de cada um.

Li um post super bem escrito (e pesquisado) no Art of Manliness, site que adoro e super recomendo, e resolvi reproduzir aqui as principais ideias, mesmo porque o site é todo em inglês e muita gente não ia ter acesso ao conteúdo que é super legal.

Bom, o cara conta que pesquisas podem te dizer que as pessoas pensam em agressividade, dominância ou poder e maturidade quando olham um barbado. Podemos considerar pelos faciais nos diversos estilos e comprimentos. Já os pelados, são associados com ideias como sociabilidade, saúde e limpeza.

E por mais que você não seja realmente nada agressivo, a barba sendo um sinal de que você tem testosterona no corpo, faz as pessoas associarem inconscientemente essa ideia à você.

game-of-thrones_the-hound_beard_barba

Sobre a ideia de maturidade, não é a toa que vemos jovens usando barba para ganharem mais respeito por parecerem mais velhos e portanto mais experientes. Da mesma forma que homens mais velhos que já apresentam sinais da idade (cabelo grisalho, rugas, etc.) não precisam usar a barba para reforçar sua maturidade e podem estar barbeados para transparecerem mais juventude e disposição.

Só que como comentei no início, tudo depende e as vezes, ser percebido como “dominante” pode não ser o que você deseja em determinada situação, como por exemplo, uma entrevista de emprego. Momento o qual você quer se tornar parte de um time que ainda não o conhece e ao parecer mais sociável facilitaria.

Um outro estudo mais recente com profissionais de RH, feito pela Gillette, descobriu uma preferência por candidatos bem aprumados. A interpretação da Gillette de “ bem aprumados” foi barbeados (claro!). A barba por fazer foi sinalizada como mal vista em entrevistas de emprego, sugerindo que é melhor estar com uma barba cheia ou totalmente barbeado.

Mas o cara conta sobre um outro estudo mais interessante, o qual foi pedido aos participantes para avaliar fotos de homens e adivinhar qual era a profissão dessa pessoa.

Caras com barba foram avaliados como “não convencionais”, “bons” e com carreiras menos conservadoras como professor de faculdade e artista,  enquanto homens barbeados foram associados a profissões como advogado, político e funcionário de banco.

Senhor-Homem-de-Barba_Maturidade_Aiden-Shaw_Nick-Wooster

Se você já está empregado e quer crescer uma barba, até rola para a maioria das profissões  e pode até ser benéfico. As exceções ficam para áreas mais conservadoras e tradicionais como advocacia e finanças, por exemplo. A barba por fazer nunca é bem cotada no ambiente de trabalho, mas como é um estágio obrigatório pra quem quer crescer uma barba de respeito, a sugestão é aproveitar as férias e retornar a labuta com uma barba já mais formada.

Bueno, guys. Agora que já deu pra entender as mensagens que os pelos faciais transmitem, vale o bom senso. Só não me apareçam com uma barba mal cuidada, mendigo style, toda falhada, mais um cabelo desgrenhado PELAMOOOR ! Se você tem pouco pelo e não vai rolar ter uma barba decente, melhor estar bem barbeado. Se decidiu ter uma barba, cuide bem dela. Tem que condicionar, aparar, pentear e tals. Se não sabe o que quero dizer por cuidar, confere os vídeos desse barbudo aqui.

barba desgrenhada

✄ Pra aprender se barbear DI-REI-TO.

Agora você já está um passo mais perto de ser O Boa-Pinta.

Não me desaponte ;)

bjbj e até a próxima dica !

{ Cami }